Byron Bay, Austrália


BYRON BAY, AUSTRÁLIA

G’Day Mate!

Essa é a frase mais falada pelos Australianos para cumprimentar outra pessoa. Significa, Bom dia cara!

Muito bem, no último blog estávamos na Gold Coast, de onde nos despedimos e partimos para a famosa cidade de Byron Bay!

BYRON BAY

Localizada ao norte do Estado de New South Wales é uma cidade que ainda vivi e respira como os hippies dos anos 70. Devido a isso é ponto de parada obrigatória de surfistas, esotéricos, intelectuais, pintores, escultores, artistas, artesãos e turistas. Byron foi descoberta pelos surfistas que chegaram na década de 1960, este foi o início da cidade como destino turístico. Em 73, quando um enorme festival de música foi realizado no Aquarius Nimbin, a sua reputação como local hippie foi consagrada. O surf até hoje é a principal atividade esportiva da cidade dominando o estilo de vida local, além de ter sido responsável pelo seu crescimento e desenvolvimento.

Byron Bay

Ruas de Byron

Byron – Praia principal

Byron

Nossos dias em Byron foram sempre na praia. O Ro surfava e eu aproveitava para fazer yoga e tomar sol, que dessa vez deu as caras e brilhou com bastante força! As praias de The Pass e Broken Head são as que tem as melhores ondas da cidade. A primeira uma longa e excelente direita, com muitos surfistas de todas as idades, principalmente senhores com seus longboards. Já Broken Head, é uma praia longa com vários beach breaks e um canto direito onde quebram excelentes direitas.

Praia de The Pass

Praia de The Pass

Broken Head

Broken Head

Broken Head

Surfista satisfeito!

Frequentamos muito a praia de Watengos, (significa tartaruga) que é a mais bonita e com belas mansões de frente para a praia. Lá era como se fosse nossa “casa”, pois fazíamos muitas das nossas refeições em uma área de lazer, com churrasqueiras elétricas, mesa, bancos e água potável, tudo em um lindo gramado na beira da praia. Fazíamos nossos almoços, curtíamos a praia e também era onde tomávamos nosso banho. Esse em uma ducha também de frente para o mar que era perfeita, tirando os dias que estava ventando forte e a água dançava em cima de nossas cabeças, fazendo a gente andar de um lado para o outro para se banhar. As vezes outras pessoas ficavam nos olhando tomar banho, que situação! Mas não estávamos sozinhos, vários backpacker estavam fazendo a mesma coisa.

Nossa área de lazer em Watengos

Praia de Watengos

Watengos

Em um belo final de tarde fomos visitar o famoso farol de Byron Bay que fica na praia de Watengos. Pegamos uma pequena trilha, seguimos as placas, apreciamos as paradas com vistas estratégica e chegamos ao topo do farol. A vista é maravilhosa, consegue-se ver do lado direito a longa praia de Tallow Beach e ao lado esquerdo a charmosa Praia de Watengos. Quem tiver sorte poderá ver baleias, golfinhos e tartarugas, nós não vimos! Ainda no topo da montanha, de frente para o farol há um casarão de veraneio, onde qualquer pessoa pode aluga-la para passar um final de semana, a vista que se tem da casa é fantástica, fora a brisa forte que bate no topo que é deliciosa!

Farol de Byron Bay 

Trilha para o farol

Vista do lado esquerdo – Watengos

Vista do lado direito – Tallow Beach

Em um de nossos dias de praia estava caminhando em The Pass, quando ouvi uma moça conversando em português com sua filha. Logo percebi que eram brasileiras e fui lá conhecer e conversar com a Maria Polo e sua filha Alice. Depois de muita conversa, Maria me contou que também estavam dando a volta ao mundo com a filha e o marido, Rodrigo Polo. Ficamos conversando por um bom tempo, esperamos os Rodrigos saírem da água e nos apresentamos. Eles são todos de Ribeirão Preto, SP. Marcamos de nos encontrar novamente no outro dia. Foi exatamente isso que fizemos!

Pri e Maria

Nos encontrávamos sempre e um dia marcamos de jantar juntos na casa deles. Maria e Rodrigo estavam alugando uma casa bem confortável, em uma vila residêncial e passariam um tempo por lá. O tempo que ficamos em Byron, quase sempre íamos até a casa desses brasileiros muito gente boa! Fizemos churrasco, cozinhamos algumas vezes, jantamos uma vez a especialidade da Maria (arroz negro com lula, DELICIOSO), preparamos o famoso poisson crú (aquele prato que comíamos no Tahiti), brigadeiro para a linda Alice, ceviche e muitos outros pratos. Passamos também algumas noites na casa deles e nas manhãs que acordávamos fazíamos um belo café da manhã juntos. Maria e eu percebemos que éramos muito parecidas, compartilhávamos de gostos em comum, adorávamos sair para degustar um bom café e comer bolo, tínhamos pensamentos iguais, fazemos aniversário no mesmo mês e quase no mesmo dia. Enfim, muitas afinidades!

Família reunida!

Nos encontramos com a família de brasileiros para nos despedir, eles estavam indo em direção a Noosa Heads para passar o feriado de Páscoa. Eles nos fizeram o convite para passarmos a Páscoa com eles, pois contamos nossa situação de talvez ficarmos sem carro para o feriado, sem carro para nós significava: sem casa, sem cozinha, sem cama, sem transporte, conclusão ficaríamos na roubada!

Familia Polo

De BYRON BAY de volta para NOOSA HEADS (PÁSCOA)

Bom! Como previsto, teríamos que devolver o carro em Brisbane antes do feriado, pois o valor do carro era outro para a Páscoa. Saímos de Byron e dirigimos de volta ao aeroporto de Brisbane para a mesma locadora onde alugamos o nosso carro. O Ro negociou por um bom tempo para ficarmos com o o mesmo carro por mais 30 dias e pelo mesmo valor. Conseguimos, junto com o gerente, ficar com o carro por mais dois dias, (isso cairia no meio do feriado) para então tentar negociar o restante do tempo na outra locadora da empresa em Noosa Heads.

O feriado de Páscoa para os australianos é mais importante que o Natal, as escolas entram em recesso por 15 dias, os pais tiram férias, as cidades praianas ficam lotadas, assim como os hotéis, camping, bares, restaurantes, cafés, padarias e etc.

Graças ao convite de nossos amigos teríamos onde passar o feriado se desse errado o aluguel do carro! Na saída do aeroporto, seguimos viagem e partimos de volta para Noosa Heads e fomos ao encontro da familía. Perguntamos se poderíamos ficar o feriado com eles e disseram que sim, para nós foi um presente divino. Foi maravilhoso passar o feriado de Páscoa em família e agradecemos de coração por ter nos propiciado compartir esse momento tão íntimo ao lado de duas pessoas que não faziam parte de sua família e ainda nos conhecíamos a pouco tempo.

Feriado de Páscoa em Noosa!

A pequena Alice, Maria e Rodrigo!

 Na sexta-feira santa fizemos um jantar maravilhoso em família, preparamos a comida, arrumamos a mesa na sacada e uma lua cheia completou a noite. No Domingo de Páscoa o coelhinho fez uma surpresa para a Alice, deixou muitas pegadas pela casa e muitos ovos de chocolate recheados de brinquedos (Maria essas pegadas fizeram história!). Ja para nós quem deu o presente foi a Alice, ao ver sua carinha de felicidade e alegria quando encontrava os ovinhos, de ver sua testa franzindo de dúvida, de ver o abraço gostoso e de carinho que dava em seus pais e no final para completar puxou a todos para o centro da sala para dançar e cantar a música de um filme que ela mais gostava, Aristogatas, a música dizia assim: Todo mundo, todo mundo quer a vida que um gato tem! Essa música deixou saudade, assim como essa pequena de cabelos encaracolados, olhos vivos, uma voz doce e cheia de perguntas!

Jantar…

Jantar

Lua Cheia em plena Páscoa

Alice e as pegadas do coelho da Páscoa

Agradecemos a essa linda família, por tudo que fizeram por nós! Obrigada Rodrigo, Maria e Alice. Nos despedimos deles, desejamos boa sorte e boa viagem, pela longa jornada que ainda fariam e combinamos de nos encontrar no Brasil, nossa terra amada!

De NOOSA para BYRON BAY com uma parada na GOLD COAST

De Noosa Heads, decidimos fazer todo o caminho de volta e paramos na Gold Coast por mais alguns dias, onde fizemos amizade com um casal de espanhóis, Irene e Carles, muito legais. Esse casal estava na mesma situação que nós, dormindo na van! A diferença é que eles estavam na Austrália para encontrar trabalho e morar na van por um bom tempo. Quase todas as noites nos encontrávamos para jantarmos juntos, conversar, dividir experiências e compartilhar a chuva que nos pegava! Quando íamos dormir sempre buscávamos o mesmo estacionamento e parávamos o carro lado a lado. De manhã cedo, acordávamos e também fazíamos nossos cafés juntos. Foi muito bom ter compartilhado esses dias com eles.

Carles e Irene na van deles

Gold Coast

Gold Coast

Nessa segunda vez na Gold, o Ro surfou bastante, e mesmo com o crowd insuportável deu para pegar umas ondas da série, ele me disse que a onda era muito perfeita e mesmo com tantos surfistas no mar, sempre sobrava umas direitas alucinantes! Eu continuei com minhas caminhadas, que a cada dia me levavam para mais longe. Era delicioso caminhar pela orla de manhã cedo, ver os pássaros, admirar as ondas verdes quebrando e formando tubos, participar da rotina das australianas e claro me exercitar!

Gold Coast com muito sol!

Gold Coast

 HIPPIE CHIC, BYRON BAY

Da Gold Coast partimos para mais alguns dias em Byron antes de pegar a estrada para o nosso próximo quintal. Lá reencontramos com nossos amigos Carles e Irene! e novamente compartilhamos vários jantares e conversar juntos.

Em Byron decidimos nosso futuro e nossos destino pela Austrália. Estávamos em abril e já fazia muito frio por lá, e como já vínhamos da Nova Zelândia nessas condições de clima, isso estava nos deixando um pouco fadigados, pois nem eu nem o Ro gostamos de frio. Decidimos então cortar o estado de Victória de nosso roteiro, e isso acarretaria em não conhecer Melbourne e Bells Beach, não reencontrar com Jimmy e Bianca, e nem com nossos amigos Tati e Daniel. O máximo que chegaríamos ao sul da Austrália seria Sydney.

Bom! infelizmente foi o que fizemos e ainda antecipamos nossa passagem para Bali, Indonésia. Sendo assim ainda tínhamos um mês para aproveitar esse país e nosso próximo destino foi a costa leste entre Byron e Sydney. Deixarei essas histórias e aventuras para o próximo blog!

Continuem nos acompanhando aqui nos Quintais da Austrália!

Um beijo

Priscila e Rodrigo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

2 Respostas para “Byron Bay, Austrália

  1. Aêêêêêê…gostei do quintal!
    Fiquei imaginando a cena do banho com direito a platéia, haha…
    Tudo de bom pra vocês, beijinhossss…

Deixe aqui o seu comentário sobre nossos quintais...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s